Exercícios de respiração

Respirar é a essência da vida. É também um grande mistério. A inspiração é como começa a nossa vida e a expiração – como ela se encerra. É um mecanismo básico, que alimenta as nossas células com oxigênio e lhes dá vida. A respiração está conosco todo o tempo e é nossa necessidade básica. Todos nós respiramos, mas, de fato, quem respira conscientemente? Respirar é tão natural e espontâneo, que não prestamos nenhuma atenção a isso ou mesmo esquecemos que estamos respirando. Mas nossa vida é dependente da respiração, muito mais do que de qualquer outra coisa. Logo, por que não prestamos atenção a isso?

A respiração acontece por si, sem esforço consciente. O centro nervoso da respiração se situa na medula (parte mais baixa do tronco cerebral). De lá, ela é direcionada para outros processos vitais. A vida de cada célula do nosso corpo depende diretamente da quantidade de oxigênio que contêm. Se não houver oxigênio suficiente, a vida de cada célula se reduz rapidamente; então podemos dizer que quando respiramos apropriadamente, vivemos apropriadamente. Embora a natureza tenha criado o sistema respiratório para nós de uma maneira tal, que não temos que nos preocupar com isso, podemos melhorar e aprofundar nossa respiração, por meio de diferentes exercícios e melhorar nossa energia-vida.

As pessoas descobriram o poder das técnicas de respiração há muito tempo atrás e conheceram o seu potencial. Elas são compreendidas não apenas como ferramentas para acalmar a mente, as emoções e o corpo, mas também como um portal para nos fazer melhores ou até mesmo para realizar a meta maior do yoga – a união com nossa parte mais elevada, Deus. Através de práticas regulares de concentração na nossa respiração e fazendo exercícios com ela, podemos curar não só a nossa mente, emoções e corpo, mas também revelar a nossa realidade interior.

Então, como começar? Ao iniciar, é bom encontrar um lugar quieto e calmo, em algum recanto da nossa casa. Podemos acender um incenso ou uma vela. Com relação ao nosso corpo, a posição é importante. A coluna deve estar ereta e o corpo relaxado. Se o corpo relaxa, ele se torna mais receptivo. Não é aconselhável se concentrar ou fazer exercícios de concentração enquanto estiver deitado, porque é muito fácil cair no mundo do sono. É muito melhor sentar na posição de lótus ou com as pernas cruzadas ou simplesmente sentar numa cadeira. Há inúmeros exercícios de respiração, mas vamos lhes mostrar dois deles.

Do livro Meditação de Sri Chinmoy

EXERCÍCIO 1 – TORNANDO=SE CONSCIENTE DA RESPIRAÇÃO

Quando se sentar para meditar, tente inspirar tão devagar e silenciosamente quanto possível, assim, se alguém colocasse uma peninha na frente do seu nariz, ela não se moveria. E quando expirar tente fazê-lo ainda mais devagar. Se possível, faça uma pequena pausa entre o fim da sua expiração e o começo da inspiração. Se puder, segure a respiração por alguns segundos. Mas se for difícil, não faça. Nunca faça nada que lhe deixe fisicamente desconfortável durante a meditação.

EXERCÍCIO 2 – ENERGIA CÓSMICA

Sinta que está inspirando não o ar, mas energia cósmica. Sinta essa enorme energia cósmica entrando em você em cada respiração e que você vai usá-la para purificar o seu corpo, vital, mente e coração. Sinta que não há um único lugar no seu ser que não esteja sendo ocupado pelo fluxo de energia cósmica. Ela flui como um rio dentro de você, lavando e purificando todo o seu ser. Então, quando estiver expirando, sinta que está jogando para fora todo o lixo de dentro de você – seus pensamentos não divinos, ideias obscuras e ações impuras. Tudo de dentro de você que chamo de não divino, tudo que não queira chamar de seu, sinta que está expirando.

Se quiser aprender a respirar melhor ou aprender  outros exercícios, você pode vir aos nossos cursos de meditação. Como parte do curso, falamos também sobre respiração.

JOIN OUR FREE CLASSES